26 de jan de 2009

Clarice...

.."O processo de escrever é feito de erros - a maioria essenciais - de coragem e preguiça, desespero e esperança, de vegetativa atenção, de sentimento constante (não pensamento) que não conduz a nada, e de repente aquilo que se pensou que era “nada” era o próprio assustador contato com a tessitura de viver - e esse instante de reconhecimento, esse mergulhar anônimo, esse instante de reconhecimento (igual a uma revelação) precisa ser recebido com a maior inocência, com a inocência de que se é feito". .
Clarice Lispector

in Para não esquecer. Círculo do Livro, São Paulo, 1980, p. 125
..

22 de jan de 2009

Mas que sei eu

.
Mas que sei eu
.
Mas que sei eu das folhas no outono
ao vento vorazmente arremessadas
quando eu passo pelas madrugadas
tal como passaria qualquer dono?
.
Eu sei que é vão o vento e lento o sono
e acabam coisas mal principiadas
no ínvio precipício das geadas
que pressinto no meu fundo abandono
.
Nenhum súbito súbdito lamenta
a dor de assim passar que me atormenta
e me ergue no ar como outra folha
.
qualquer. Mas eu que sei destas manhãs?
As coisas vêm vão e são tão vãs
como este olhar que ignoro que me olha
.
Ruy Belo
.

16 de jan de 2009

A missão das folhas

.
.
A missão das folhas
.
Naquela tarde quebrada
contra o meu ouvido atento
eu soube que a missão das folhas
é definir o vento
.
Ruy Belo
.

10 de jan de 2009

Mudam-se os tempos

Salvador Dali
.
.

MUDAM-SE OS TEMPOS...
.
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
muda-se o ser, muda-se a confiança;
todo o mundo é composto de mudança,
tomando sempre novas qualidades.
.
Continuamente vemos novidades,
diferentes em tudo da esperança;
do mal ficam as mágoas na lembrança,
e do bem (se algum houve), as saudades.
.
O tempo cobre o chão de verde manto,
que já coberto foi de neve fria,
e, enfim, converte em choro o doce canto.
.
E, afora este mudar-se cada dia,
outra mudança faz de mor espanto,
que não se muda já como soía.
.
Luís Vaz de Camões
.

3 de jan de 2009

Murid Al-Barghouti ...

.
Todos chegam ao seu destino
o rio, o comboio
a voz, o navio
a luz, as cartas
o telegrama de condolências
o convite para jantar
a mala diplomática
a nave espacial
Todos chegam ao seu destino
excepto…os meus passos ao meu país.
.
Murid Al-Barghouti ( Palestina)
trad. de Albano Martins
.

1 de jan de 2009

Revolução cubana: 50 anos !

HAVANA-ME
Composição: Joyce / Paulo Cesar Pinheiro

.Havana-me
Não esqueço teu povo em momento algum
Cubana-me
Me convida a dançar, quebra o meu jejum
Serena-me
Me lambuza de cana, tabaco e rum, havana-me

.Havana-me
Bota uma cubalibre, limão e sal
Cubana-me
Me carrega em teu ritmo sensual
Irmana-me
Nossa música tem sangue tropical, havana-me
.
Tira-me pra bailar,
Quero ouvir teu som caribenho
Por ti, mestiço, eu tenho amor
Me pega pelo quadril
Teu par ainda é o Brasil, havana-me.



“Viver em Cuba exige altruísmo, como viver em comunidade ou, por exemplo, num convento. O nosso deixa pouco espaço para o meu. Como o egoísmo é a nossa tendência negativa mais forte, não são todos que suportam a idéia de que nunca poderão ficar ricos e desfrutar das quimeras que o dinheiro promete.” (Frei Betto)



"O símbolo da revolução cubana não é o fuzil. É o livro. A educação é prioridade no país e o dia do professor é uma celebração nacional. " ( Tilden Santiago)



Uma das minhas utopias?


. PELO FIM DO BLOQUEIO ECONÔMICO CONTRA CUBA !