30 de abr de 2006

Meus rabiscos ...

.
.
Foto de Don Hong Chai
.
.
Como é vasto o mundo
E solitário o meu caminhar.
Onde está o porto da minh'alma
A luz na noite escura
A mesa posta
O sonho do sono
O alvorecer ?
Só o vento sopra la fora
A areia do deserto
Vagando pela imensidão...
.
Leonor Cordeiro
.

13 comentários:

Benvinda Palma disse...

Lindo seu poemeto, minha querida poetisa! Tem lirismo, tem sensibilidade, tem amor! Bejos afetuosos!

benvinda Palma

Vânia disse...

Belo, pois dolente e flutuante... sem palavras, minha querida...

Adriana Gomes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
nicinha cobo disse...

Leonor,
querida amiga!
Sou orgulhosa de tê-la como amiga, pois alguém que com leveza consegue
exprimir palavras tão fortes de sentimentos... merece meus aplausos!!

marcos pardim disse...

como é vasto o meu caminhar / como é solitário o mundo... segui suas pegadas e vim parar aqui. e parabéns pelo blog O Mundo de Cecília. Ou Isto ou Aquilo é leitura obrigatória e prazeirosa de meus filhos luiza e pedro. beijo.

digoeu disse...

Estou encantada com o que vi e li. Gostava de saber "tratar" assim as palavras. Sei, porém, que não depende de nós essa relação íntima com elas. É um dom... que poucos possuem. A Leonor tem-no.

Obrigada pela visita. Um abraço.

Marilena disse...

Parabéns. Que lindo poema. Beijos.

Burtonesca disse...

Adoro espantalhos!!!!!!

Fui lá ver o blog novo, achei super legal o jeitinho que vc incentiva a garotada a pesquisar, e a tentar coisas diferentes.
Até fiquei maior tempao navegando nos links lá, adorei!! :)
Tem certeza que é pra criança? rsrsrs

beijao

Anônimo disse...

É sempre bom ver pessoas colocndo pra fora suas emoções atraves da poesia!!!! Parabens, miguxa!!!

Bjokinhas!!!!

Julie disse...

Lindo...e ainda por cima essa foto que me faz sentir tantas saudades do Viet Nam.
Beijo pra voce

Claudio Eugenio Luz disse...

Vasto, grandioso e extremamente frágil.

hábeijoss
claudio

nicinha cobo disse...

Leonor, querida amiga!
Não tem como não gostar de seus lindos poemas!
Parabéns por tão singelas inspirações!

Andrea Amaral disse...

Adorei !

Sua sensibilidade me toca fundo, Leo !
Adivinha meus pensamentos e espelha o que se passa em minha alma.

Será que já não nos conhecíamos ? rsrsrr

Grd bj !