28 de mai de 2007

Sem rancores

.
.
,.
.
.
Sem rancores
.
Guardas rancores na alma?
Teu cantar será viciado!
É do recesso da calma
Que o canto surge apurado...
.
Antonio Lázaro de Almeida Prado
(Do livro: Arte Poética para Passarinhos )
.
.

2 comentários:

fernanda de almeida prado disse...

A poesia de meu pai unida com as fotos de Joaquim e o carinho de Leonor...
QUANTA COISA LINDA!!!
Obrigada Joaquim
Obrigada Leonor
E mais que tudo graças e pura alegria por ter um pai tão especial. ser filha do poeta é dádiva e me trouxe prá mais perto de vocês.
beijo grande de Fernanda Almeida prado

Maria Antonia disse...

Querida amiga
Como admiradoras convictas do nosso querido poeta e do Joaquim só posso acompanhar a Fer em seus agradecimentos e na alegria de ter amigos tão especiais.
bjs a todos da
Maria Antonia