10 de jul de 2007

Aos predadores da utopia

.
.
Andrew Wyeth
.

.
dentro de mim
morreram muitos tigres
.
os que ficaram
no entanto
são livres
.
Lau Siqueira
.

7 comentários:

Evelyne Furtado disse...

Os sobreviventes são os melhores tigres.
Leonor, obrigada por me dar a oportunidade de conhecer esse lindo poema! Beijo.

KESIA LEONARDO DE disse...

Concordo com a Evelyne, os que sobreviveram são os melhores tigres.
Querida você um doce mui apreciável.
Amei o poema!
Bjs carinhosos!

limarchiori disse...

Querida Leonor, amei o poema. Obrigada! bjs

Renata disse...

Maninha, achei o poema de uma delicadeza imensurável. Bjs mil.

Maria Antonia disse...

Leonor, o poema sintético, porém, completo.
bjs

Lau disse...

Leonor... poxa, obrigado!

Leonor Cordeiro disse...

Evelyne,Kesia,Eliane,Renatinha,Maria Antonia, obrigada pela visita, vocês são todas especiais, moram no meu coração.
Lau, gosto demais do que você escreve,você é poeta de mão cheia.Colocar seus poemas aqui no blog é uma honra e uma alegria .
BJS
Leonor