23 de jul de 2007

Minha casa ...

.
.
Casa onde morei quando criança ...
.
.
.

Vão demolir esta casa.

Mas meu quarto vai ficar,

Não como forma imperfeita

Neste mundo de aparências:

Vai ficar na eternidade,

Com seus livros, com seus quadros,

Intacto, suspenso no ar!

.

Manuel Bandeira

(Do poema - Última Canção do Beco )

.

4 comentários:

Evelyne Furtado disse...

Lindo esse conjunto poético, Leonor: a foto, o poema de Bandeira e você! Beijão, amiga e parabéns!

Joseane Piechnicki disse...

Oi Eleonor!

Recebi da Marli do blog: http://blogosferamarli.blogspot.com o prêmio Blog com tomates.

O prêmio foi criado por uma blogueira denominada Brit.com., com o propósito de revelar pessoas que lutam pelos direitos fundamentais do ser humano
(http://blogcomtomates.blogspot.com ) .
Cada pessoa premiada deve presentear os tomatinhos para cinco novos escolhidos e ir ao blog original registrar a sua premiação .
Hoje postei lá no Blogando Idéias os cinco nomes que escolhi.
Sei que você já recebeu o prêmio (no outro blog), mas quando abri este senti vontade de homenageá-la novamente!
Grande abraço !
Joseane
http://blogandoideias.blogspot.com

Eliane disse...

Oi, amiga! Vc é genial - associa os poemas com os sentimentos e lembranças.O Bandeira iria gostar por demais!!
Bjs

Leonor Cordeiro disse...

Evelyn e Eliane, sempre é bom encontrar vocês por aqui ...
Joseane, muito obrigada pelo carinho, me sinto honrada com a sua indicação.
Um grande abraço para vocês, meninas encantadoras !
Com carinho,
Leonor