25 de out de 2007

EXPLICAÇÃO DE POESIA SEM NINGUÉM PEDIR

.
.
.
.
.
Um trem-de-ferro é uma coisa mecânica,
mas atravessa a noite, a madrugada, o dia,
atravessou minha vida,
virou só sentimento.
.
Adélia Prado
(Bagagem - Editora Guanabara)
.
.
.

Nenhum comentário: