27 de jun de 2008

100 ANOS DE JOÃO GUIMARÃES ROSA !

Hoje reli o GRANDE SERTÃO: VEREDAS, seguindo frases que eu grifei na minha primeira leitura :
.
O sertão está em toda a parte. (p.8)

Viver é negócio muito perigoso. (p.10)

Eu sou é eu mesmo. Divêrjo de todo o mundo ... (p.14)

O senhor... Mire veja: o mais importante e bonito do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas- mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam . Verdade maior. É o que a vida me ensinou. Isso que me alegra, montão. (p.21)

Eu atravesso as coisas- e no meio da travessia não vejo! – só estava era entretido na idéia dos lugares de saída e de chegada. Assaz o senhor sabe: a gente quer passar um rio a nado, e passa; mais vai dar na outra banda é num ponto muito mais embaixo, bem diverso do em que primeiro se pensou. Viver nem não é muito perigoso? (p 33)

Moço: toda saudade é uma espécie de velhice. (p.37)

Digo: o real não está na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é nomeio da travessia. (p.60)

Viver é um descuido prosseguido. (p.65)

O sertão é do tamanho do mundo . (p.68)

Cada hora, de cada dia, a gente aprende uma qualidade nova de medo! (p.81)

Tem horas antigas que ficaram muito mais perto da gente do que outras, de recente data. (p.92)

Sozinho sou, sendo, de sozinho careço, sempre nas estreitas horas – isso procuro. (p.143)

Esta vida está cheia de ocultos caminhos. (p.144)

Sertão é isso, o senhor sabe: tudo incerto, tudo certo. Dia da lua. O luar que põe a noite inchada. (p.146)

Afirmo ao senhor, do que vivi: o mais difícil não é um ser bom e proceder honesto; dificultoso, mesmo, é um saber definido o que quer, e ter o poder de ir até no rabo da palavra . (p.162-163)

Acho que o espírito da gente é cavalo que escolhe estrada: quando ruma para tristeza e morte, vai não vendo o que o que é bonito e bom. (p.174)

Coração cresce de todo lado. Coração vige feito riacho colominhando por entre serras e varjas, matas e campinas. Coração mistura amores. Tudo cabe. (p.176)

A noite é uma grande demora. (p.191)

Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende . (p.289)

Meu coração é que entende, ajuda minha idéia a requerer e traçar. (p.290)

Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura. (p.291)

O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem. O que Deus quer é ver a gente aprendendo a ser capaz de ficar alegre a mais, no meio da alegria, e inda mais alegre ainda no meio da tristeza! Só assim de repente, na horinha em que se quer, de propósito – por coragem. Será? Era o que eu às vezes achava. Ao clarear do dia . (p.297)

Ser forte é parar quieto; permanecer. (p.392)

O sertão não tem janelas nem portas. (p. 462)

A vida é muito discordada. Tem partes. Tem artes. Tem as neblinas de Siruiz. Tem as caras todas do Cão, e as vertentes do viver. (p.471)

O senhor escute meu coração, pegue no meu pulso. O senhor avista meus cabelos brancos... Viver – não é? – é muito perigoso. Por que ainda não se sabe. Porque aprender-a-viver é que é o viver, mesmo. O sertão me produz, depois me engoliu, depois me cuspiu do quente da boca... O senhor crê minha narração? (p. 546)
.
João Guimarães Rosa, Grande sertão : veredas . Editora Nova Fronteira , 1984.

.

9 comentários:

Maria Augusta disse...

Grande post, um lindo momento nesta manhã de sábado.
Este vídeo é uma maravilha e me incentivou a conhecer melhor Guimarães Rosa que conheço pouco, é uma grande lacuna na minha cultura brasileira.
Um grande beijo e merci.
Bom fim de semana.

Sonia Regly disse...

Leonor,
Lindo e belo post, culturalmente maravilhosooooooo. Coloquei uma foto da Evelyn e Lívia lá no Compartilhano as Letras, confira!!! Linkei seu belo Blog no meu.Beijinhos.

Sonia Regly disse...

Leonor,
Amei esse seu post, muito bem escrito. Se vc me permitir , eu publico, coloco os créditos para vc e um link para que visitem seu Blog.Me dê um retorno.Beijinhos.

Sonia Regly disse...

Leonor,
Ficou lindoooooo, vai lá ver que maravilha!!!! Coloquei uma indicação para que visitem seu Blog.Obrigada, vc é nota 10!!!!

Gabriella Santos disse...

Belíssimo blog e ótimo texto.
UM grande beijo.

Tina disse...

Oi Leonor!

Eu gosto da frase: "Ser forte é ficar quieto, é permanecer." Linda homenagem, parabéns.

beijo grande e boa semana,

Juℓi Ribeiro disse...

Leonor:

Receber sua visita é um presente!
Belíssima postagem!
Adorei.
No coração tudo cabe...

"Coração cresce de todo lado. Coração vige feito riacho colominhando por entre serras e varjas, matas e campinas. Coração mistura amores. Tudo cabe."

Um abração.

Chris Rodrigues disse...

Isto aqui está perfeito!! Parabéns!!
Bjokas

http://tendaliteraria.blogspot.com disse...

Olá, amei as frases do velho Rosa!!! ô literatura rica?!!
Acessa meu blog, www.tendaliteraria.blogspot.com
abraço!