3 de nov de 2008

Canção para reinventar um tempo antigo

Jose Pancetti - Porto -1941
.
.
Faz–de-conta que o tempo é uma varanda
voltado para um pátio circular:
faz-de-conta que em canto de ciranda
regressamos ao cais de regressar.
.
Faz-de-conta, nas águas do destino,
um aquário de luas nos espera:
faz-de-conta que um canto repentino
traz de volta uma antiga primavera.
.
Faz-de-conta que esta contradança
nas varandas do nosso coração
reacende os sóis de antigamente:
.
Faz-de-conta que os rios da lembrança
reacendem a flama da canção
neste pátio-passado – tão presente.
.
Maria De Lourdes Hortas
(in Dança das Heras, 1995)
.
.

16 comentários:

Andrea Toledo disse...

Minha querida, amiga! Fique à vontade para pegar o que quiser em meu blog. Será uma honra para mim.
Beijo grande e parabéns mil vezes pelo seu trabalho.
Beijo
Andrea

Ana Carolina Braga disse...

Olá! Obrigada pela visita e pelo comentário!
Eu que agradeço a oportunidade e a honra de poder participar da sua blogagem colativa! ;)

Parabéns pelo seu blog!

Abraços!

Márcia disse...

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.

Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!
Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.

Amigo a gente entende!

Uma ótima semana , bjs....Marcnha*

caurosa disse...

Olá minha querida Leonor, faz-de-conta que o tempo da minha infância voltou. Hoje acordei com lembranças do meu tempo de criança.Que belo poema, veio na hora certa. Muita luz e harmonia para você.

Forte abraço.

CAUROSA - caurosa.wordpress.com

Tina disse...

Oi Leonor!

Lindo, suave. Gostei muito.

beijos querida e boa semana,

Maripa disse...

Olá, Leonor! Lindo o poema que escolheu.

Faz-de-conta que eu sou uma gaivota e vim até aqui voando,para agradecer a sua visita e a alegria de poder participar da blogagem colectiva.

Belo número o 100 !

Beijinho amigo.

Diniflower disse...

Como é gostoso estar por aqui, Leonor querida! Belíssima seleção de textos. Parabéns!

Tania Pimenta disse...

Leonor, que bom que gostou do meu cantinho.
Sou filha da Marisa Pimenta, sim.
Beijins,
Tânia

Sonia Regly disse...

Amiga linda
Vou participar da blogagem coletiva!!!!!VIVA!!!!VIVA!!!!!Pedí a Evelyn para colocar o selinho da Blogagem, ´pois eu ainda não sei colocar.Beijão.

HelianaBastos disse...

OI Leonor!
consegui colar o selinho nomeu blog!
dia 7 estaremos juntos na blogagem!!!!

beijos!

Roseane, disse...

Muito bonito Leonor. Já está lá o post para as virginianas. Bjks

Tania Pimenta disse...

Oi Leonor, só para não haver confusão: sou filha da Marisa Pimenta, mas não sou a filha atriz.
Foi minha irmã mais nova que fez a peça Ou Isto Ou Aquilo.
Beijins

Jamille Lobato disse...

Muitas vezes me faz bem fazer de conta, pensar e imaginar belas passagens.
Estou dentro da Blogagem, já estou add o link no meu blog.
Abraços

Jacinta Dantas disse...

Um jeito gostoso de "brincar" de faz de conta. E o bonito é que, quando a gente acredita, o faz de conta pode se tornar realidade. Amei o poema
Um abraço

Naurelita Maia disse...

Querida Leonor, que blog lindo. Quando vi que vc é de Minas, nascida em São Paulo, fiquei mais feliz. Meus sogros são mineiros, meu marido é paulista e eu...baiana.
Parece música de Chico Buarque, não é? O fato é que adoro Minas, e tudo que vem de lá tem gosto de poesia, magia e encantamento.
Parabéns! Mil felicidades.
Vou adicionar um link do seu blog, se permitir, é claro.
Força e paz!
Naurelita

Jardineiro de Plantão disse...

Obrigado pela visita, a flores e canteiros agradassem, tão amável comentário.

A honraria será minha em poder participar da sua blogagem colectiva.

Abraços