14 de nov de 2008

Mínimo

.
.
Mínimo
.
Saudade da maré-cheia,
dos pequenos barcos tristes
com o exacto
tamanho dos meus anseios
.
Soledade Santos
.
Foto: Leonor Cordeiro

9 comentários:

Dilberto disse...

Obrigado, eu, cara Leonor, por um comentário tão inspirado e rico... E desculpe qualquer cobrança a mais que tenha havido: entendi o desencontro, sim, só havia me surpreendido quando falaste "Obrigado a todos os participantes", encerrando sua visitação sem, aparentemente, ter lido (ou comentado, o que, frise-se, não é obrigatório) minha postagem... E quero deixar o registro de que, diante de uma diletante da Poesia e das Letras em geral como você é, sua opinião me era muito importante... Por isso, mais uma vez, obrigado pela oportunidade e pelas palavras afetuosas! Sobre as HQs... Assim que falar novamente de personagens de Quadrinhos, venho buscar você na marra para comentar, rs!

Sobre teu post: Poesia é algo que arrebata... Ou pelo menos, teria que arrebatar! Apesar de suave e sem maiores jogos de palavras e ritmos (como a pequena, mas sempre precisa obra de Leminski), este poema postado aqui realmente arrebata, ainda deixando uma leve sinestesia com sabor de maresia ao final...

Um grande abraço, Leonor: saúde e sucesso, e sigamos com novas postagens coletivas! Parabéns pela iniciativa, fazendo sua parte para manter viva a memória de gente que merece!

acqua disse...

Agora você me fez pensar em garças e em seus arrolhos pelo ar que parecem zombar da nossa pele. Abraços meus...

betty mello disse...

Querida Leonor: andei meio sumida pois minha internet entrou em...pausa...! venho aqui falar de uma potagem já feita(Compartilhando) que deixei um comentário, atrasado,mas...
Parabéns pelas postagens: sempre nos encantando e surpreendendo. Um beijo carinhosos, Betty

Sonia Regly disse...

Leonos,
Sempre belas e saudáveis postagens.Parabéns!!!!! Esse cantinho é um Encanto!!! Deveria se chamar Encanto de Leonor.Beijinhos.

elvira carvalho disse...

Tanta coisa escrita em tão poucas palavras.
Se puder passe pelo Sexta
http://6feira.blogspot.com
Está lá um poema que gostaria que lesse
Um abraço e bom fim de semana

Tina disse...

Oi Leonor!

Linda foto: perfeita para os dizeres.


beijos querida e obrigada pelo carinho constante. Bom fim de semana!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Leonor...o verseiro hoje acordou Ceciliando meirelles viu!!
Encheu-se de poema e graça, e tomou café na beira da lua, olhando a rua que ainda dormia, saboreando um pão com queijo, e um tanto de poesia...xiiii...essa saiu agora...Grande abraço...apareça...a Cecília te espera...valeuuuuuu

Meire disse...

Leonor que lindo!

Madalena Barranco disse...

Leonor, querida, a poetisa Soledade em poucos versos fez o mar balançar em meu olhar marejado... Que lindo!

Beijos.