18 de abr de 2009

18 de abril: Dia do Livro Infantil !

.
Hoje, vemos por toda parte as brilhantes cores dos livros infantis atraindo leitores que antecipadamente vibram com as histórias ainda ocultas por detrás dessas vistosas figuras. Diríamos que tudo é novo, que os livros infantis se multipicaram imensamente... Mas aos poucos vemos que muitas dessas narrativas nos são há muito familiares, apenas um pouco desfiguradas, às vezes, pela redação ou apresentação. Haverá narrativas novas. Inspiradas muito de perto noutras que conhecemos. Haverá mais novas ainda, atuais e originais. Destas, a criança escolherá as que vão perdurar; as que se vão incorporar àquele tesouro que vem de longe. Outras, desaparecerão suavemente, depois de viverem seu precário momento, apesar de tantas cores, tantas ilustrações; às vezes, tanta propaganda, e até da animadora venda de algumas edições.
Os livros que mais têm durado não dispunham de tamanhos recursos de atração. Neles, era a história, relamente, que seduzia - sem publicidade, sem cartonagens vistosas, sem os mil recursos tipográficos que hoje solicitam adultos e crianças fascinando-os antes de se declararem, como um amor à primeira vista ...
.
Cecília Meireles
Problemas da Literatura Infantil, Editora Nova Fronteira, p. 35-36
Pintura: Laura Muntz Lyall
.

.

Oh! Bendito o que semeia

Livros ... livros à mão cheia ...

E manda o povo pensar!

O livro caindo n'alma

É gérmen – que faz a palma,

É chuva – que faz o mar.
.

Castro Alves

(Do poema: O livro e a América)

Um comentário:

Pseudo Júlia disse...

"Bendito seja o livro"!! Esse objeto tão simplório e tão comum para alguns,se torna instrumento de libertação e redenção para outros...mas o que realmente importa é o prazer que se obtém com a leitura...ler sempre eis o caminho!! obrigada por passar lá no meu blog "Pensamentos aleatórios" fiquei feliz em receber visita tão ilustre!!
bjs...parabéns sempre pelo seu lindo blog!!