21 de jun de 2010

Ruy Belo ...

.
E TUDO ERA POSSÍVEL
.
Na minha juventude antes de ter saído
da casa de meus pais disposto a viajar
eu conhecia já o rebentar do mar
das páginas dos livros que já tinha lido
.
Chegava o mês de maio era tudo florido
o rolo das manhãs punha-se a circular
e era só ouvir o sonhador falar
da vida como se ela houvesse acontecido
.
E tudo se passava numa outra vida
e havia para as coisas sempre uma saída
Quando foi isso? Eu próprio não o sei dizer
.
Só sei que tinha o poder duma criança
entre as coisas e mim havia vizinhança
e tudo era possível era só querer
.
Ruy Belo
(In Homem de Palavra(s), Liboa, Editorial Presença )
.

5 comentários:

Lua Nova disse...

Ruy Belo... cada vez que venho aqui, tenho "lição de casa"... rsrsrsr... através de seus post, ponho-me a pesquisar e sinto minha alma exultar quanto mais me embrenho entre as palavras e sonhos desses novos amigos que vc me apresentou.
Obrigada, minha linda.
Uma semana inspiradora pra vc.
Beijos.

Assis Freitas disse...

instrutivo o vídeo sobre este Belo poeta,

abraço

Elcio disse...

Muito bom passear por esse espaço.
Tanto q voltarei mais vezes.

É isso aí.

Bjs

Salette disse...

Olá!
Fiquei encantada com os seus blogs. Cheguei aqui sem querer, enquanto procurava uma figura de folclore.
Sublime, delicado e belo. Parabéns!
Vou segui-la, ok?
Bj

Suzana Martins disse...

"E tudo se passava numa outra vida
e havia para as coisas sempre uma saída..."

Adorei o vídeo!!!

Beijos querida!!^^