3 de jun de 2006

Fala Paulo ...


Foto de Luis Mesquita
.
.
.
De Vulgari eloquentia
.
.
A realidade é coisa delicada,
de se pegar com as pontas dos dedos.
Um gesto mais brutal, e pronto: o nada.
A qualquer hora pode advir o fim.
O mais terrível de todos os medos.
.
Mas, felizmente, não é bem assim.
Há uma saída - falar, falar muito.
São as palavras que suportam o mundo,
não os ombros. Sem o "porquê", o "sim",
todos os ombros afundavam juntos.
.
.
Basta uma boca aberta (ou um rabisco
num papel) para salvar o universo.
Portanto, meus amigos, eu insisto:
falem sem parar. Mesmo sem assunto.
.
.
Paulo Henriques Britto
.

5 comentários:

Crissy disse...

Olá Leonor,

Muito bacana seu blog...
Passei só para deixar um oi!!!

Abs

Burtonesca disse...

Oi Leonor,
ando sumida mas continuo lendo os seus textos viu?
Correria de final de aulas...

Um beijao!!

Marilena disse...

querida leonor, sempre bom passar por aqui ... bj

Patrícia Bianchini disse...

BELÍSSIMO ESPAÇO...
VISITÁ-LO-EI SEMPRE...
BEIJOS
PATRÍCIA

Julie disse...

Obrigada pelas visitas.
Passo sempre por aqui mas nem sempre comento.
Boa semana!
Beijo