12 de nov de 2007

Paul Valéry ...

.
.
.
.

. .
. .

.

"Sou mutante. Não anseio a majestades cristalizadas em palavras que não voltam atrás. Eu volto palavras, gestos e sentimentos. Mudam tempos, momentos, situações, mundo... Por que não mudo eu? Livrai-me do engessamento burro da prepotência! Peço desculpas e me sinto aliviada. Se o outro vai desculpar ou não depende do grau de irredutibilidade dele. Aí já não é comigo. Repensar é consertar. "Eu não sou sempre da minha opinião." Considero a sua e, se for o caso, reconsidero a minha." (Paul Valéry)

.

4 comentários:

Priscila Lopes disse...

Muito bom seu blog, suas citações pertinentes.

Se puder, apareça no Cinco Espinhos.

Fazemos crítica literária em forma de literatura. Também, toda semana, garimpamos a Internet à procura do texto que valha a pena de um autor desconhecido.

Ajude-nos a fomentar o debate acerca de literatura "contemporânea".

http://cincoespinhos.blogspot.com

Abraços!

Leonor Cordeiro disse...

Oi Priscila,
Gostei muito do seu blog e vou voltar sempre. Ele já está linkado aqui no palavras.
BJS!!!

Jú & Lú disse...

Bonito blog!

Beijo, Jú Mancin

Sami disse...

Olá,
Gostei imenso do que aqui escreveu de Paul Valery.
Estou fazendo um pequeno trabalho universitário sobre um poeta francês,propus-me escolher uma poesia, um pensamento de um poeta que me interessa-se, e na minha pesquisa cruzei-me com o seu blog, e com esta frase magnifica. Acabei por ficar entusiasmada e escolhi Paul Valery para o meu trabalho. Contudo, há muito pouca coisa traduzida deste autor. Será que me pode dizer de onde é retirado este texto que aqui coloca? Gostaria imenso de lê-lo na integra, mesmo que seja em francês.
Obrigada, parabéns pelo blog.
Sami