27 de dez de 2007

O homem, a luta e a eternidade

.
.
William Blake, Os Amantes, ilustração para o Paraíso de Dante
...
. ..
.
.
Adivinho nos planos da consciência
dois arcanjos lutando com esferas e pensamentos
mundo de planetas em fogo
vertigem
desequilíbrio de forças,
matéria em convulsão ardendo pra se definir.
Ó alma que não conhece todas as suas possibilidades,
o mundo ainda é pequeno pra te encher.
Abala as colunas da realidade,
desperta os ritmos que estão dormindo.
À guerra! Olha os arcanjos se esfacelando!
.
.
Um dia a morte devolverá meu corpo,
minha cabeça devolverá meus pensamentos ruins
meus olhos verão a luz da perfeição
e não haverá mais tempo.
.
.
Murilo Mendes

.

Um comentário:

batista disse...

me perdõe o poeta: há sempre tempo.
quanto ao poema: belo, mui.
um abraço fraterno.