11 de fev de 2009

Sobre a poesia...

.
.
"A poesia não me pede propriamente uma especialização pois a sua arte é a arte do ser. Também não é tempo ou trabalho o que a poesia me pede. Nem me pede uma ciência, nem uma estética, nem uma teoria. Pede-me antes a inteireza do meu ser, uma consciência mais funda do que a minha inteligência, uma fidelidade mais pura do que aquela que eu posso controlar. Pede-me uma intransigência sem lacuna. Pede-me que arranque da minha vida que se quebra, gasta, corrompe e dilui uma túnica sem costura. Pede-me que viva atenta como uma antena, pede-me que viva sempre, que nunca durma, que nunca me esqueça. Pede-me uma obstinação sem tréguas, densa e compacta..."
.
Sophia de Mello Breyner
.
.

7 comentários:

Chris disse...

Lindo Lindo e muito Lindo.

Leonor, amei ler esse texto belíssimo, encantada aqui.

Bjs querida

Chris

Palavras de Osho disse...

Sim, a poesia é a vida elevada à sua potência máxima. Não é teoria: é pura e simplesmente a essência da vida.

Obrigado por esse lindo texto!

abs,

Thaís disse...

Cara Eleonor

Eu sou uma amante da poesia ...
Obrigada pela visita em meu Viver..
Quanto a ilustração, infelizmente não sei a autoria, pois recebi por e-mail de uma amiga e não mencionava.

Beijos.

Marisa Pimenta disse...

Oi Leonor, passa lá no vivendo de historias que tem um selo p vc. Bjks

Cristiane disse...

A poesia é sublime, é alimento da alma...Um lindo fim de semana para você!

Chris Rodrigues disse...

É por isso que eu amo esta mulher. Minha inspiradora e mentora.

Elcio Tuiribepi disse...

Caramba...muito lindo mesmo, ei ia destacar uma parte, mas não deu...Perfeito...ahh..mas esta parte me encantou a poesia que mora dentro de mim...
Pede-me uma intransigência sem lacuna. Pede-me que arranque da minha vida que se quebra, gasta, corrompe e dilui
Um abraço na alma...