29 de out de 2009

ta_manco

Sandra Freij
.
.
qual verso escreverei e com que rimas
e mágoa e dor iguais pisam por cima
se o sonho não resiste e a bailarina
quebrou o pé
.
.

5 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

O trocadilho foi super criativo!
beijos

angela disse...

A foto e o poema combinam demais.
beijos

manuel marques disse...

As melhoras para a bailharina...

Rsrsrsrsrs.

Abraço.

Chris Rodrigues disse...

Como vc está?

Spectrum disse...

A primeira vez que entrei num poema não fechei a porta.