2 de dez de 2009

Os andaimes

.
Na gaiola cheia
(pedreiros e carpinteiros)
o dia gorjeia.
.
Guilherme de Almeida
.
..
.

4 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Leonor, acho que Guilherme de Almeida se superou neste poema:

"Quem deu de beber
à rosa no vaso?
Não pode ela, acaso,
gostar de morrer?"

Grande abraço.

Sonia Schmorantz disse...

Especialmente linda esta postagem!
beijo

Graça Pereira disse...

Tão expressiva a imagem com o que escrevbeu Guilherme Almeida...
Um beijo
Graçalimane

Marco A. disse...

Olá Leonor, gostei bastante do seu espaço, estarei lhe acompanhando com satisfação.

Abraços Marco