8 de ago de 2010

Cassiano Ricardo...

.


.

Oscar Pereira da Silva - Paisagem rural

.
.

"Na minha memória anda um carro de bois a bater as porteiras da estrada..."
.
Cassiano Ricardo
(Trecho de Café Expresso)


.

9 comentários:

Patrícia Gonçalves disse...

Lindos versos! Salve Cassiano!

bjs

angela disse...

Na minha também.
Linda postagem a tela é muito bonita.
beijos

Batom e poesias disse...

Cassiano Ricardo é de São José dos Campos, cidade onde moro.
É nosso maior nome da literatura.

Já ugenio de Andrade, confesso conhecer há pouco tempo, através de vários livros que recebi de presente. Eu adorei.

Grata por me seguir e vou nos teus passor também, pois identifiquei-me por aqui.
bj

Rossana

Suzana Martins disse...

Adoro essas paisagens e sensações campestres...

Beijos querida!!!

Linda semana para vc!!!^^

Juliana Carioni disse...

Ajude-nos a salvar a casa do escritor Caio Fernando Abreu: http://salveacasadocaiofernandoabreu.blogspot.com
Não é vírus!!
beijos!!

manuel marques disse...

A memória é o espelho onde observamos os ausentes .

Beijo

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

Leonor, primeiro o elogio ao seu blog que está bem bonito e com postagens bem bacanas.
Segundo: vi que você é de Pacaembu, que conheci faz uns 3 anos. Namorei durante 7 anos com a Vera Lucia Bassan, que é nascida lá e talvez até tenha conhecido. Pacaembu é pequena, mas bem bonitinha.

abraços

Dalva Maria Ferreira disse...

Eu lembrei agora de uma viagem que fiz com meu avô e minhas duas irmãs, à zona rural de Poço Fundo, sul de Minas Gerais. Teve trechos que a gente foi de carro-de-boi - aquela toadinha: nhéééééééé ficou para sempre na minha memória, junto com a água fresca dos ribeirões bebida em folhas de inhame. É o nosso ideário.

Assis Freitas disse...

no meu sertão os carros de bois fazem cortejo encantado de sons,


abraço