13 de abr de 2010

Manoel de Barros...

.
.
VII
.O sentido normal das palavras não faz bem ao poema.
Há que se dar um gosto incasto aos termos.
Haver com eles um relacionamento voluptuoso.
Talvez corrompê-los até a quimera.
Escurecer as relações entre os termos em vez de aclará-los.
Não existir mais rei nem regências.
Uma certa liberdade com a luxúria convém.
.Manoel de Barros
in O Guardador de Águas, Rio de Janeiro/São Paulo, Editora Record, 2009, p. 63
.

24 comentários:

Marcello disse...

Manoel, o poeta das simplicidades e das coisas naturais...

Beijos

Suzana Martins disse...

As palavras são livres, os versos voam em todas as direções...

A beleza das palavras de Manoel de Barros!!!

Beijos

angela disse...

Muito verdadeiro e esrito de forma ondizente.
beijos

manuel marques disse...

Quando as aves falam com as pedras e as rãs com as águas - é de poesia que estão falando.

Manoel de Barros

Dalva Maria Ferreira disse...

Que interessante! E o vivente tem que ter muita intimidade com as palavras para poder manejá-las assim a torto e a direito.

L.S. Alves disse...

Até eu que não gosto de poesia apreciei estas palavras.
Um abraço moça.
...
parke

aoki 2000 disse...

Great, will look

Pelos caminhos da vida. disse...

Começou ontem à partir das 18hrs meu blog:

Pelos Caminhos da Vida,(http://anamgs.blogspot.com)

estará participando da COPA BLOG, venho por meio dessa msg pedir um voto pra vc, a votação vai até o dia 21/04, o site para entrar e votar é esse aqui;

http://dado.pag.zip.net/

Caso vc não consiga acessar o site através dessa mensagem, no final do post meu tem o site e por lá entra direto.

Obrigada.

beijooo.

Graça Pereira disse...

Estou de acordo. As palavras para um poema têm de ser buriladas, esventradas, livres de pudores, ocasionalmente provocadoras e sempre, sempre intemporais.
Um beijo amigo e boa semana.
Graça

AFRICA EM POESIA disse...

AMIGA


venho devagarinho deixo poesia e um beijinho

SOU MESMO...


Sou mesmo...
Da mesma terra que tu
Da terra do chão vermelho
Da terra batida cheirando a pó...

Sou mesmo...
Da mesma terra que tu
Onde todos saltamos os rios
Corremos a apanhar borboletas...

Borboletas de cores lindas...
De gafanhotos que saltavam
Que pulavam à minha frente
Como quem brinca às escondidas...

E brincava na palha do café
Apanhava bitacaias nos pés
Comia manga, safú e goiaba
Apenas porque...
Sou mesmo...
Da mesma terra que tu...

LILI LARANJO

jorge manuel brasil mesquita disse...

NOS RIBEIROS DA EMOÇÃO
GIRAM MOINHOS DE PALAVRAS
SENTIDOS SEM CORAÇÃO
CORAÇÃO COM O SENTIDO
DO PÁSSARO FERIDO
ENTRE ÁGUAS, LAVRAS
QUE ROJAM LONGÍNQUAS PARAGENS
EM BUSCA DAS CORAGENS
QUE NASÇAM LIBERTAS
DE QUEM AS APERTA
E COLHAM AS VERDADES CERTAS
À VIAGEM CERTA

nINGUÉM (jORGE mANUEL bRASIL mESQUITA)
22/04/2010 - 16h41 - bIBLIOTECA nACIONAL

ETPLURIBUSEPITAPHIUS.BLOGSPOT.COM

Por que você faz poema? disse...

Como não concordar?

Espaço Aberto disse...

Oi Leonor...nem sempre as palavras conseguem expressar os verdadeiros sentimentos...

Para iniciarmos as postagens e tornar o nosso blog mais conhecido, nossa primeira interação com os amigos será uma Postagem Coletiva. Venha participar!

Para participar é super fácil.
Basta deixar um comentário dizendo que irá participar e no dia 30 fazer a sua postagem no seu blog. Você vai ter um link em nosso blog com o número da inscrição de seu blog para o sorteio do livro e para receber a visita dos outros participantes.
Boa sorte!!!

jefhcardoso disse...

Leonor pensei em uma maneira de falar e homenagear a todos que tanto vêm me incentivando com o carinho e apoio que me doam.
Escrevi uma crônica pensando em nós blogueiros. Falei sobre o que penso ser o blog para nós. Você pode concordar ou discordar; pode também acrescentar; mas não deixe de opinar. Leia e entenderá por que a sua opinião é indispensável para mim e para todos blogueiros.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

SMM disse...

oi gostaria que conhecessem o meu blog sobre a minha experiência pessoal com a síndrome do pânico, agradeço desde já a visita, obrigado.

Graça Pereira disse...

Passei para desejar um fim de semana super-super feliz.
Beijo amigo
Graça

Samuel Dias disse...

Leonor, como vai? Andei olhando o seu blog esses dias e o achei super interessante. Por isso, o indiquei ao Prêmio Lemniscata, um incentivo da blogosfera para blogs como o seu. Cole o selo do prêmio no seu blog e veja as regras ao ganhar o prêmio lá no meu blog.

Abração!!
Seu blog merece!!!
Samuel Dias!!!

Rita Contreiras disse...

Sou apaixonada por Manoel de Barros. meus últimos posts foram inspirados nele. delicado seu espaço. voltarei outras vezes. abraço.

Assis Freitas disse...

Manoel é um passarinho de canto livro. Abraço

Sonia Schmorantz disse...

As palavras num poema não precisam estar de acordo com os dicionários, mas com a fantasia, com a alma da poesia...
beijos, feliz dia das mães

Dois Rios disse...

Manoel de Barros é um sábio desconstrutor das normalidades.

Beijos,
Inês

Efigênia Coutinho disse...

Leonor Cordeiro
Gostei deste recanto literario, serei sim,
uma seguidora,
meus cumprimentos a voce,
Efigênia Coutinho
in New York

Liz Dantas disse...

Muito lindo e singular
Beijos

MARNUNEFREI disse...

This will astonish you!
It`s in the interest of as all!

ZEITGEIST: ADDENDUM

Money as debt


Technological breakthrough


HydrogenCar

Electrolyzed water

Soladey eco

Bio washball

Solar Air Conditioning

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Projecto Alexandra Solnado

Conversations with God

Monatomic Gold

Dangerous to your health!

EXITOTOXINS

Monosodium glutamate (MSG)
Aluninum
Aspartame
Mercury


IMPORTANT TO WATCH

Flouride in water
Flouride Alert